Região de Irecê: Filho de lavradores em Jussara é aprovado em 1º lugar em medicina na UNEB

O jovem Ubirajara Gomes dos Santos, de 19 anos, viveu uma infância de dificuldades na comunidade quilombola de Sitio Novo, que fica no município de Jussara, região de Irecê. Ele é integrante de uma família de 6 irmãos e sempre estudou em escola pública. Os pais, lavradores, Carivaldo Liberato dos Santos (Côca) e Elena Gomes dos Santos têm uma única fonte de renda que é o Programa Social Bolsa Família.  Com muitos contratempos, eles criaram os seus seis filhos. Ubirajara é o 4º da geração.  Ele estuda no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA),  em Irecê, morando de aluguel com outros estudantes, aluguel esse que muitas vezes ficou atrasado. 

Superando preconceitos, o jovem pobre, quilombola e filho de lavradores foi aprovado em primeiro lugar para o segundo semestre do curso de medicina, na UNEB (Campus Salvador).

Mas desde cedo, Ubirajara sempre pensava que a única forma de ter um futuro melhor e de proporcionar uma velhice mais sossegada aos pais era por meio do estudo. Mesmo não sendo incentivado por algumas pessoas, o menino não desistiu. No dia 22 de março será sua formatura no IFBA, em Biocombustíveis.

A Universidade do Estado da Bahia (UNEB) tinha ofertado uma vaga para quilombolas e ele [Ubirajara] conquistou. A partir do segundo semestre deste ano, ele vai realizar mais um sonho: cursar medicina para poder ajudar pessoas necessitadas de cuidados.Preparação Na minha preparação eu contei com a ajuda de professores do IFBA (campus Irecê), que ministraram aulas de revisão com o intuito de preparar os alunos formandos do instituto para os vestibulares. Além disso, dividi meu tempo ao longo do ano entre as atividades acadêmicas do IFBA e aulas em uma plataforma online visando os vestibulares do ENEM e da UNEB. 

Resultado

Fiquei muito feliz com a minha aprovação. Parte de mim estava surpresa com esse feito inédito para minha família e para minha comunidade, mas outra parte estava orgulhosa e satisfeita por saber que todo meu esforço tinha sido recompensado.

Medicina

Medicina foi um sonho de infância que tive, muitas vezes deixado de lado quando muitos falavam que não era algo pra alguém na minha condição sociocultural. Mas decidi manter o foco, pois era isso que eu queria. E tenho certeza que ao exercer essa profissão e ajudar as pessoas necessitadas de cuidados, me sentirei feliz e realizado.

Inspiração

Tenho muitas inspirações dentro e fora de casa. A maior das inspirações sem dúvidas são os meus pais, que mesmo com todas as dificuldades ao longo da vida, não deixam de apoiar a mim e meus irmãos,  sempre visando o nosso bem. Meu irmão Gutemberg, que se formou em Direito há pouco tempo por meio de uma bolsa de estudos do Programa Universidade para Todos (Prouni), é sem dúvida uma grande inspiração. Meus outros 5 irmãos que estão também em busca de seus sonhos, são exemplos na minha vida. Meu primo Alan, que sempre manteve foco no seu sonho em exercer medicina e tanto me ajudou nessa jornada. Todos os meus outros familiares que acreditaram em mim e se alegram de coração com a minha aprovação. Meus amigos, do IFBA e de fora dele, que de alguma forma fizeram parte dessa conquista, encorajando, dando apoio e comemorando junto. E todos os meus professores, que foram fundamentais com a transmissão de conhecimentos.

Superando preconceitos, o jovem pobre, quilombola e filho de lavradores foi aprovado em primeiro lugar para o segundo semestre do curso de medicina, na UNEB (Campus Salvador). Isso mostra que é possível vencer, basta ter determinação e persistência para conseguir o que se deseja. (Fonte: Central Notícia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *